Tubo

335 visualizações
Arquivos e descrição

Neste vídeo você vai aprender como dropar um tubo, isto é, entrar nada e passar por dentro dela.

Este é o sétimo vídeo do capítulo "Manobras" do programa de surf. Nesta parte, você vai aprender as técnicas para mandar as primeiras manobras na água.

O tubo é considerado por muitos surfistas como a mais nobre das manobras. Tecnicamente falando, ela também é uma das mais difíceis de serem executadas. Nessa manobra, o surfista passa debaixo da água no exato momento em que a onda está quebrando. Por isso, ela requer um perfeito controle da velocidade, do equilíbrio e da trajetória na onda.

Trilha sonora: Easy Roller - Chill Study; The Road Less Traveled - Olive Musique; Skyline - Gentle Fire Studio; Brooklyn Bridge - Mattijs Muller.

Carregando...

O tubo é considerado por muitos surfistas como a mais nobre das manobras. Tecnicamente falando, ela também é uma das mais difíceis de serem executadas. Nessa manobra, o surfista passa debaixo da água no exato momento em que a onda está quebrando. Por isso, ela requer um perfeito controle da velocidade, do equilíbrio e da trajetória na onda. Neste vídeo você vai aprender como dropar um tubo, isto é, entrar e passar por ele.

A técnica para dropar um tubo pode ser dividida em três etapas: a entrada no tubo, a permanência no tubo e a saída do tubo.

O posicionamento na onda é fundamental.

Se você se posicionar baixo ou alto demais na água, você pode ser levado junto com crista e isso pode até ser perigoso.

Assim que vir a possibilidade da formação de um tubo, você tem de ajustar sua velocidade para garantir o melhor posicionamento em relação à onda.

Se você precisa frear, por exemplo, coloque mais peso na parte de trás da prancha ou apoie uma mão na parede da onda.

Ao entrar no tubo, tente manter a ponta da prancha para baixo, formando um pequeno ângulo com a base da onda. Isso evita que você seja levado pela crista.

Tente também segurar a borda da prancha mais próxima da parede da onda.

Por fim, contraia seu corpo, flexionando joelhos e tronco. Isso evita o contato direto com a onda.

Caso seja um tubo backside, é melhor segurar a borda exterior da prancha com mão de trás. Isso vai te ajudar a manter o equilíbrio.

Quando você estiver dentro do tubo, é fundamental manter o olhar na crista da onda para prever a evolução da água e preparar seu próximo movimento — inclusive a saída.

Sempre mantenha a prancha levemente apontada para a base da onda para você continuar no tubo. Também coloque o seu peso na perna de trás porque isso mantém a borda da prancha na parede.

Em frontside, a pressão deve se concentra na ponta do pé.

Em backside, na parte do tornozelo e calcanhar.

Sair do tubo é uma etapa delicada que requer uma boa leitura da onda e um bom timing.

Observando a crista da onda você consegue prever o momento que a o tubo vai fechar para poder sair antes disso.

Desse jeito, você termina a manobra da melhor maneira: pela porta da frente.

Mas, se você perceber que está atrasado em relação à crista e que não vai conseguir sair pela frente, o melhor a fazer é limitar o caldo: mergulhe na parede para sair atrás da onda.

Conhecer bem o spot e a onda na qual você pretende dropar um tubo vai te ajudar em todas as etapas da manobra, seja na entrada, no posicionamento dentro do tubo ou no momento e lugar ideais de saída.

Dentro do tubo, mantenha a calma e a respiração tranquila para facilitar as decisões e os movimentos.

Download
En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies pour vous proposer des services adaptés à vos centre d'intérêts. En savoir + OK