Posição de remada

431 visualizações
Arquivos e descrição

Neste vídeo você vai aprender como se posicionar corretamente sobre a prancha e como remar da melhor maneira possível.

Este é o terceiro capítulo do programa de surf da Sikana. Este é o segundo vídeo da série.

Para melhorar seu posicionamento e sua remada, você pode se exercitar numa piscina, num lago ou no mar. Lembre-se que uma boa remada depende de dois elementos: posicionamento na prancha e movimento dos braços.

Trilha sonora: Easy Roller - Chill Study; The Road Less Traveled - Olive Musique; Skyline - Gentle Fire Studio; Brooklyn Bridge - Mattijs Muller.

Carregando...

Na água, o surfista passa a maior parte do tempo remando. Um bom posicionamento sobre a prancha aliado a uma técnica de remada eficiente tem duas grandes vantagens: a redução do cansaço e dos riscos de ferimentos junto de um ganho de velocidade e das suas chances de pegar ondas.

Neste vídeo você vai aprender como se posicionar corretamente sobre a prancha e como remar da melhor maneira possível.

Para melhorar seu posicionamento e sua remada, você pode se exercitar numa piscina, num lago ou no mar.

Uma boa remada depende de dois elementos: posicionamento na prancha e movimento dos braços.

Primeiramente, você precisa deitar sobre a prancha de modo que uma grande superfície dela fique em contato com a água.

Por isso, ela deve ficar plana e você deve dividir bem seu peso sobre toda a área. O melhor para isso é centralizar seu corpo na prancha.

Evite colocar muito peso na parte de trás ou na ponta da prancha porque isso vai criar resistência na hora de remar.

Fique atento para que a ponta da prancha não fique submersa ou muito distante da água.

Mantenha sempre as pernas juntas e os pés fechados e levantados, flexionando os joelhos, para eles não ofereçam resistência em contato com a água.

Levante o queixo, o pescoço e o torso para aliviar o peso na frente da prancha, ampliar seu campo de visão e facilitar seu movimento de remo.

Para uma boa remada, você deve manter a regularidade dos movimentos, sem mais nem menos. Um exemplo excelente é o nado crawl.

Feche seus dedos, sem apertar muito, e mantenha sua mão firme e flexível ao mesmo tempo.

Estique um braço depois do outro, com calma, e ponha a mão na água pela diagonal, de maneira suave, sem que haja um grande choque.

Sua mão deve entrar na água quando quando estiver à altura do queixo e seu cotovelo tem de estar abaixo do ombro.

Ao entrar na água, seu cotovelo deve estar levemente dobrado.

Ao fazer esse movimento, empurre a água para trás em vez de empurrá-la para o fundo. Isso aumenta o alcance horizontal do movimento.

Mantenha braços e mãos próximos à prancha, no seu alinhamento lateral. Assim você evita o famoso movimento de "moinho", que resulta em cansaço e pouco avanço no mar.

Download
En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies pour vous proposer des services adaptés à vos centre d'intérêts. En savoir + OK