Analisar a dificuldade de uma trilha

1,679 visualizações
Arquivos e descrição

Este vídeo é voltado a iniciantes em trilhas e caminhadas. Ele ensina como analisar a dificuldade de um percurso ao examinar diversos aspectos.

Este é o primeiro vídeo do capítulo "Preparando-se para a trilha", que ensina as bases para se preparar antes de uma trilha.

Estimar essa dificuldade é a etapa mais importante para se preparar fisicamente e definir qual equipamento levar para uma trilha.

Aqui nós examinamos os três grandes critérios que influenciam a dificuldade de uma trilha:
Distância
Desnível
Tipo de terreno

Examinar esses aspectos antes da trilha evita imprevistos para que sua trilha seja agradável e divertida.

Música: Leading the World - jewelbeat.com
Locução: Carol Godinho, Lucilia Wuillaume e Nathalia Costa

Carregando...

ANALISAR A DIFICULDADE DE UMA TRILHA

Neste vídeo você vai aprender a analisar a dificuldade de uma trilha. Estimar a dificuldade de um percurso é fundamental para escolher uma trilha que adequada à sua experiência e forma física.

A dificuldade de uma trilha depende de três grandes fatores: a distância a percorrer, as diferenças de altura e o tipo de terreno.

Primeiramente, a distância a percorrer. Obviamente, quanto mais longo o trajeto, mais difícil ele será, mas nem sempre essa distância está clara no planejamento.

Para estimar essa distância você pode usar um programa, um serviço online ou um mapa. Vale lembrar: se você utiliza um mapa de 1 para 25 mil, 1 centímetro no mapa representa 25 mil centímetros, isto é, 250 metros no terreno.

Em uma área plana, a distância é a principal variável da dificuldade. Assim, um iniciante nas trilhas pode percorrer de 2 a 4 quilômetros em uma hora nesse tipo de terreno. A melhor maneira de descobrir sua velocidade é fazer um teste!

Aconselhamos que você faça uma trilha de 6 a 8 quilômetros em uma área plana para avaliar sua velocidade.

Em seguida, a diferença de altura. Esse fator corresponde à altitude percorrida entre subidas e descidas de uma trilha. Quanto maior for essa diferença, mais difícil será a trilha e mais curta deverá ser a distância.

Você pode analisar essa diferença em um mapa graças às curvas de nível que geralmente estão em todas os mapas de trilha.

Numa montanha, a distância quase não representa dificuldade. Nesse caso, a diferença de altura é a principal variável.

Um iniciante nas trilhas pode percorrer um aclive de 300 metros em aproximadamente uma hora. A diferença de altura nesse caso não pode passar os 600 metros.

Aconselhamos que você faça uma trilha em aclive de 500 metros de diferença de altura cronometrando o tempo do percurso. Isso vai dar uma ideia da sua capacidade.

Por fim, o tipo de terreno. Informe-se com outros praticantes de trilha em fóruns e sites com fotos e dados específicos.

Um iniciante nas trilhas não terá grandes dificuldades em um percurso de obstáculos pequenos, mas pode ser um problema para ele caminhar entre rochas, desfiladeiros, áreas com neve ou cursos de rio.

Em resumo, é preciso analisar três fatores básicos para evitar a dificuldade nas trilhas: a distância, a altura e o terreno. Agora é com você!

Download
En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies pour vous proposer des services adaptés à vos centre d'intérêts. En savoir + OK