Dupla escavação

6,823 visualizações
Arquivos e descrição

A escavação dupla consiste em trabalhar a terra numa profundidade de duas escavações com a pá, ou seja, mais ou menos sessenta centímetros.

Este vídeo faz parte do programa "Preparação da terra", que dá dicas e instruções fundamentais para lavrar a terra antes do cultivo.

Esta técnica afrouxa a estrutura do solo, facilita o crescimento das raízes e as trocas de ar e gás e ajuda no deslocamentos de água e de nutrientes a uma grande profundidade.

Locução: Camila Oliveira e Nathália Costa.

Carregando...

Nesta lição, vamos aprender a fazer uma escavação dupla.

A escavação dupla consiste em trabalhar a terra numa profundidade de duas escavações com a pá, ou seja, mais ou menos 60 cm.

Isso permite afrouxar a estrutura do solo, facilitar o crescimento das raízes e as trocas de ar e de gás, e ajudar no deslocamentos de água e de nutrientes a uma grande profundidade.

Praticamos a dupla escavação de preferência na primavera ou no outono.

Para começar com esta técnica, precisaremos de: um forcado, uma pá, um forcado pequeno, um ancinho, alguns baldes de 20 litros, uma tábua de madeira, um carrinho de mão e um sistema de irrigação.

Comece definindo a superfície da escavação dupla circundando seu terreno de cultura com a ajuda de um arame.

Isso permite otimizar seu trabalho e cuidar bem do seu terreno.

Se for necessário, tire as ervas daninhas.

Verifique a umidade da terra e regue, se necessário.

Antes de começar a dupla escavação, coloque a tábua de madeira a 30 cm do começo do seu terreno de cultivo.

Essa distância equivale ao comprimento da parte de ferro da pá.

Utilizamos essa tábua para não compactar o solo andando sobre ele.

Coloque agora os baldes no final do terreno para facilitar a etapa a seguir.

Etapa 1: retire a terra da primeira vala e coloque nos baldes.

Raspe o fundo da vala fazendo um movimento pendular, assim.

Nesta primeira etapa, é preciso cavar uma profundidade igual à altura da parte de ferro da pá, uns 30 cm.

A terra continua nos baldes e será colocada, a seguir, na última vala, para que seja feita a escavação dupla.

Etapa 2: a segunda etapa consiste em cavar a parte interior da vala.

Coloque o arador a mais ou menos 20 cm da borda do terreno de cultivo, depois continue cavando toda a vala.

Quando você chegar à outra extremidade da vala, volte a cavar para facilitar o último movimento.

Etapa 3: recue a tábua 30 cm.

Refaça a última etapa, mas, ao invés de colocar a terra nos baldes, coloque na primeira vala.

Note que nós não misturamos a terra de diferentes níveis, o solo da superfície continua na superfície.

Isto é importante porque a maior parte da vida biológica do solo se concentra nos 20 primeiros centímetros da superfície.

Refaça, em seguida, as etapas vistas anteriormente até o final do terreno.

Etapa 4: com a ajuda de um ancinho, are a terra das 5 valas.

Dê a forma que você desejar ao seu terreno. Arredondada ou plana.

Esta etapa evita que, para fazer a dupla escavação, você tenha que retirar muita terra de um lado para outro do terreno de cultivo.

Chegamos ao fim do terreno de cultivo.

Nós faremos, uma última vez, as etapas de 1 a 3.

Quando terminar essas etapas, só falta preencher a última vala de terra.

Para isso, nós temos muitas opções.

A primeira, consiste em arar o terreno de cultivo e levar a terra da superfície na última vala. Assim.

A escavação dupla leva ar para o solo, que ganha volume. É para isso que essa etapa basta para preencher totalmente a última vala.

Se isso não for suficiente, despeje o conteúdo dos baldes nesta última vala.

Só falta aplanar o solo da superfície para dar a forma definitiva ao terreno de cultivo.

A terra que restou nos baldes poderá ser utilizada para a compostagem ou um terreno com sementes.

Download
En poursuivant votre navigation sur ce site, vous acceptez l'utilisation de cookies pour vous proposer des services adaptés à vos centre d'intérêts. En savoir + OK